Ciência e Fé – a Torre de Babel

O debate entre Ciência e Fé parece não ter fim. Cada qual com seus defensores procura argumentos que, enfim, possam convencer a ambos os lados de que está alinhado com a verdade das coisas.

A história bíblica da construção da Torre de Babel nos ajuda a compreender, no entanto, o papel destinado a cada um, Ciência e Fé. Vejamos:

babel

O uso de tijolos e betume era uma tecnologia já dominada pelos habitantes daquela região, que fica onde hoje é o Iraque. Por certo já havia sido utilizada na construção de casas, pontes, praças e em diversas outras aplicações da vida cotidiana.

A história registrada nas Escrituras (que você pode conferir clicando aqui, vai abrir outra aba do navegador) nos conta que o mero uso da tecnologia não foi o que desagradou o Todo-Poderoso. O problema começou quando eles acharam que poderiam transcender – isto é, deixar esta vida terrena e alcançar o divino, o eterno – usando aquela tecnologia. Deus, sabendo que isso era impossível pois transpunha limites que Ele mesmo estabeleceu, confundiu a língua deles, de sorte que não se entendiam mais.

A tecnologia, em si, não é pecado. A razão em si não é pecado, bem como o que deriva dela, filosofias e todas as outras ramificações da ciência. São recursos que temos para a construção desta vida aqui, para nossa existência terrena. Mas lembre-se: Jesus disse que não ficará pedra sobre pedra que não seja derribada um dia (leia mais sobre isso clicando aqui)

Só existe uma “construção” que, da Terra toca nos Céus: É a Igreja Fiel, um edifício vivo, a Obra que o Espírito Santo está realizando no nosso meio, na vida de homens e mulheres. Queremos, sim, chegar ao céu, mas passando pelo único e vivo caminho, aberto pelo sacrifício perfeito do Cordeiro de Deus.

Quem rejeita o sangue de Jesus, este novo e vivo caminho que Ele nos consagrou, está tentando por outros meios (ainda que aparentemente piedosos) alcançar a Eternidade e estará fadado à confusão como nos dias de Babel.

Portanto, vamos lembrar do conselho de Pedro, na sua segunda carta, no capítulo 3:18:

Antes crescei na graça (através da Fé) e conhecimento (através da Ciência).

Portanto, cresçamos!

Na Ciência – leia, estude, pesquise, investigue, aplique, construa, reforme, compre e venda, seja uma pessoa melhor, um profissional melhor, um cidadão melhor.

Na Fé – Ore, leia e estude a Bíblia, congregue, ajude, abrace, conforte, ensine, torne a orar e jejue também, além de muitas outras coisas que fortalecem a fé verdadeira, que vem do alto e nos levará de volta com ela, pois por meio dela seremos salvos.



Se este texto ajudou você a compreender melhor o assunto, ajude a divulgar, repasse para seus amigos, isso pode ser uma bênção para eles também.