A espada e o sangue

espada.sangue

Lendo o livro de Jeremias, deparei com o verso 10, do capítulo 48, já conhecido de muitos de nós:

Maldito aquele que fizer a obra do Senhor fraudulentamente! E maldito aquele que preserva sua espada do sangue!

Destaquei de propósito a última parte do verso pois ajunta dois termos interessantes para nós, que vivemos os últimos dias antes da vinda do Senhor: a ESPADA e o SANGUE. Digo isso por causa deste outro texto:

E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho. Apocalipse 12:11

A relação entre a Palavra de Deus e a espada aparece principalmente e claramente na carta que Paulo escreveu aos Efésios, no cap. 6:17 – “…tomai… a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus”.

Apesar de estar no contexto dos juízos de Deus contra os inimigos de Israel no livro do profeta Jeremias, não pude deixar de notar o impacto desta sentença: Maldito o que a preserva do sangue. A espada foi feita para o sangue, se completa nele. Nos dias de hoje, ainda que empunhando uma espada, não lutamos contra carne e sangue. Mas a espada do Espírito, a Palavra de Deus, se completa no sangue (do Cordeiro de Deus, Jesus)!

Separar a espada do Espírito (a Palavra de Deus) do sangue do Cordeiro, “preservando-a”, como diz o profeta, é privar-se da bênção de Deus, é ficar meramente com a letra fatal, desprezando a ação do Espírito vivificante. É, ainda, garantia de derrota, uma vez que os vencedores terão alcançado isso pela cooperação entre o sangue e a Palavra!

O Senhor Jesus disse certa vez: “Errais não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus”. (Mateus 22:29). Alguns não abrem mão das Escrituras, mas desconhecem o poder de Deus, a ação do Espírito Santo, tipificado no sangue de Jesus, que circula no Corpo que é Sua Igreja. Outros abrem mão das Escrituras, sem saber que elas são o parâmetro para a atuação do poder de Deus. A espada age em concordância com o sangue e – termo pesado, eu sei, mas foi o que Jeremias usou – maldito (isto é, sem a bênção) aquele que preserva a sua espada do sangue.

Que coisa, não? Vamos, portanto, estudar a Palavra de Deus, manusear a espada, ler com atenção e oração, pedindo ao Senhor que o sangue de Jesus, que representa a ação do Espírito Santo hoje, não nos falte. Assim seremos mais do que vencedores, por Aquele que nos amou.

Um P.S. (post scriptum) especial aos pregadores da Palavra de Deus: NÃO ABRAM MÃO DE PREGAR SOBRE O SANGUE DE JESUS! NÃO PRESERVE SUA ESPADA DO SANGUE! NÃO TIRE A VIDA DA SUA MENSAGEM. PREGUE SOBRE O SANGUE E ELE DARÁ VIDA AOS SEUS OUVINTES!