Edificai casas e habitai-as; e plantai jardins, e comei o seu fruto

casa e jardimJeremias, no capítulo 29 e no verso 5 de seu livro, aconselha o povo de Judá, levado cativo para a Babilônia, a não viver de passado nem de futuro. O passado traz lições, o futuro traz esperança. Porém nenhum deles está em nossas mãos. O presente, por sua vez é o que está ao nosso alcance. Por isso se chama presente: é uma dádiva do Todo-Poderoso ao homem.

Para efeito didático, vamos organizar as coisas do seguinte modo:

Vamos associar a primeira parte “Edificai casas e habitai-as” com a nossa vida interior. Edificar é construir. Vamos lembrar que toda construção pessoal sem a colaboração do Senhor é vã, como diz o salmo 127. Isso quer dizer que é uma construção efêmera, por mais suntuosa que pareça ser, não será permanente, não durará eternamente, pois tudo que Deus faz durará para sempre (Eclesiastes 3:14), por isso, peça ajuda ao Criador, Ele sabe fazer rápido e bem feito. A casa é para desfrute pessoal e dos mais próximos, tem setores específicos: quartos, salas, cozinha, etc… Cada um com um propósito. Edifique sua casa, sua vida pessoal, trabalhe nisso. Aguardamos, sim, a volta do Senhor Jesus, mas Ele quando vier procurará fé na Terra e essa fé não pode ser teórica, precisa ser vivida na prática e aparecer nas nossas obras. Deixe a fé construir sua vida particular.

Vamos associar a segunda parte “Plantai jardins, e comei o seu fruto” com a nossa vida exterior. É aquilo que as pessoas veem de nós, mesmo que não tenham a liberdade de entrar em nossa vida pessoal, é o que os crentes chamam de “testemunho”. Saiba que, quer queira quer não, quer plante e cuide, quer não faça isso, não vai deixar de comer do fruto disso. Cuide de sua vida exterior, daquilo que se pode ver em você. Fuja da aparência do mal, tenha paz com todos os homens, naquilo que depender de você, deixe a boa impressão de que, se o exterior é assim tão bem cuidado, o interior ainda mais o será.

Tenha, porém, o seguinte cuidado: comece a edificar a casa e depois a cuidar do jardim. Nessa ordem. Não aconteça que sua vida se torne um “sepulcro caiado”, como advertiu o Senhor Jesus.

Finalmente, entenda que não estamos dizendo que o cristão deve ter “duas vidas”, externa e interna. Lembremos que a primeira casa do homem era uma coisa só com o jardim.