Mas daquele dia e hora ninguém sabe

Mas daquele dia ou daquela hora ninguém sabe, nem os anjos no céu, nem o Filho, senão só o Pai.
                                                                                                                          Marcos 13:32

Certamente o fato de o Senhor dia e horaesconder de nós o dia e hora da volta do Senhor Jesus tem como propósito principal nos manter em estado de vigilância, de atenção.

Não são os compromissos na Igreja, no dia a dia dos nossos trabalhos nessa grande Obra, um meio de o Espírito Santo nos manter próximos e envolvidos com as coisas santas? Tenho procurado ser grato a Deus pelos muitos afazeres junto aos irmãos, na casa do Senhor e em visitas, encontros, seminários, serenatas, etc. Acredito que se não fossem esses compromissos feitos diante do altar e da congregação, possivelmente já teria me afastado dos irmãos e do próprio Salvador.

Escondendo a informação desse momento tão crucial no projeto eterno de salvação, Deus nos livra também de uma possível investida maciça do maligno contra nós para nos impedir de estar prontos, naquele exato momento, para o arrebatamento da Igreja fiel. Por isso o adversário se mantém ao nosso derredor, buscando a quem possa tragar, afastando da fé e esfriando o fervor com ocupações e distrações mil.

Mas quero deixar algo para pensarmos:

Se não estivermos nos preparando e nos dispondo para os compromissos na igreja – que tem dia e hora para acontecer, estaremos realmente preparados para o maior deles, o arrebatamento, que não tem dia nem hora?