Jonas – capítulo 2 – O lugar de oração

(Se quiser começar pelo capítulo 1, clique aqui)

Logo após ser tragado pelo grande peixe, Jonas deve ter levado alguns instantes antes de perceber que não morrera e entender que Deus estava preservando de maneira milagrosa sua vida. Este pequeno capítulo do livro se propõe a um só objetivo: nos revelar um segredo, ou ao menos um pequeno trecho dele. A oração. A oração é um segredo entre o homem e o Senhor.

Em sua passagem pelas entranhas do peixe, Jonas teve a oportunidade de ter sua sentença de morte suspensa por um tempo – que ele não podia prever quanto duraria. Essa suspensão, essa oportunidade precisava ser aproveitada ao máximo. O livro não menciona qualquer oração de Jonas antes de ser tragado pelo peixe. O peixe foi para ele um lugar de oração. Jesus, ao purificar o templo, bradou entre chicotadas: “Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; mas vós a tendes convertido em covil de ladrões“, Mateus 21:13. Se estou na casa de oração e não busco a salvação de Deus em oração, eu mesmo sou um ladrão, roubando de mim mesmo o direito ao bem maior, ao maior tesouro: a salvação.

Jonas não orou por outra coisa, a não ser por salvação. Não pensou em pedir uma casa melhor, uma despensa cheia de alimentos, roupas finas, dinheiro, fama, prosperidade… Prosperar para Jonas era ter sua vida preservada, escapar da ira do Todo-Poderoso. Não havia como pensar em outra coisa. O ruído das águas que rodeavam o peixe era aviso pra Jonas, o juízo está perto! O que separava Jonas do castigo que o seu pecado merecia era apenas o corpo vivo do peixe. É apenas a estrutura viva do Corpo de Cristo que nos preserva até ao momento em que Deus, o Pai, dará a ordem final, para que Seu propósito se cumpra e sejamos colocados em um lugar de eterna segurança.

Jonas considera sobre isso no trecho da oração dele que nos é permitido conhecer aqui. Ele não faz nenhuma queixa em sua oração. A não ser de si mesmo. “De que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados“, Lamentações 3:39, escreveu o profeta Jeremias. Jonas confessou suas falhas, seus pecados, clamou por misericórdia, fez compromissos com Deus, reconheceu o principal: Do Senhor vem a salvação! Entender a salvação é o grande objetivo do Senhor em nos trazer para esse Corpo vivo.

Enquanto Jonas aprendia a obedecer, padecendo, sujeitando-se aos movimentos imprevisíveis do peixe, ele que antes decidia para onde ia, foi sendo moldado, quebrantado, como foi o Filho de Deus durante sua vida terrena. Lemos isso na carta aos Hebreus: “Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu“. Hebreus 5:8 . Ora, se o próprio Filho de Deus aprendeu a obediência padecendo, não seria diferente para Jonas, para mim e para você.

Jonas precisava de que o peixe permanecesse vivo. Se o peixe morresse, ele morreria também. Isso pode ter sido, em algum momento daqueles três dias, motivo de oração de Jonas. Ore por esse Corpo vivo, caro leitor. Ore pela sua igreja, para que ela, viva, tenha condições de manter sua vida também. Se sua igreja morrer, você morre também. Não se queixe dela, não a machuque por dentro.

Por fim, vamos considerar o seguinte: Jonas não tinha a menor ideia de quando aquela “aventura” iria acabar. Não tinha relógio, não tinha qualquer referência do passar do tempo. Talvez lá pelo segundo dia tivesse a impressão de estar ali por semanas, ansiando por escapar. Só uma coisa abreviaria sua passagem por todo aquele aperto: a oração. Assim também nós não sabemos quanto tempo ainda nos resta até que soe a ordem do Todo-Poderoso que trará o tão esperado livramento ao povo que Ele está moldando nas entranhas do Corpo. Talvez alguns que leem este texto estejam já se cansando de esperar. Mas precisamos – precisamos – orar mais e melhor. “E isto digo, conhecendo o tempo, que já é hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé“. Romanos 13:11. Não desanime, recobre as forças para orar, para se humilhar, enquanto Deus completa Sua Obra em sua vida, fazendo de você o homem, a mulher que Ele deseja que você se torne.

No próximo texto, veremos o capítulo 3 mostrar que Jonas não era mais desobediente ao Senhor. Isso permitiu que Deus fizesse dele o maior evangelista da história bíblica. Espero você, até lá.

 

16 comentários sobre “Jonas – capítulo 2 – O lugar de oração

  1. O peixe era uma figura que a igreja primifiva usava para representar os cristãos. O que fez com que o seu comentário ficasse ainda mais interessante. Na verdade o peixe foi um veículo usado para preservar não somente a vida de Jonas, mas dos mais de cento e vinte mil ninivitas que precisavam ouvir a profecia, da qual ele era o instrumento.

    Curtir

  2. Um grande ensinamento de como devemos ser obdientes e o poder e eficácia da oração que devemos sim orar pelo corpo o qual fazemos parte porque é esse corpo que o senhor usou para nos esconder e nos livrar de todos os perigos deste mundo uma linda mensagem vinda da eternidade para o servo do senhor.

    Curtir

  3. “Quando desfalecia em mim a minha alma, eu me lembrei do Senhor; e entrou a ti minha oração, no templo da tua santidade” (Jonas 2:7) – Parece que a alma dele desfalecia dentro do peixe mas na verdade era quando se afogava no impetuoso mar que não oferecia condições de orar e de se lembrar do Senhor, dentro do peixe ele entendeu o que Deus queria para sua vida e se lembrou do Senhor, do Seu infinito amor, Sua misericórdia. E saber que quando leio este livro penso…Este Jonas era eu. Abçs

    Curtir

  4. Como o nobre companheiro e escritor Emerick expõe: “Jonas não orou por outra coisa, a não ser por salvação”. Vê-se que é natural ao homem, toda humanidade, estabelecer prioridades a serem alcançadas. Existem várias áreas do conhecimento que buscam conceituar isso. A antropologia, a psicologia, a filosofia, a sociologia, etc. todas com seus conceitos muito bem amparados “dentro do limite de seu alcance” específico.

    Como um exemplo, o psicólogo Abraham Maslow criou o conceito, mundialmente conhecido e divulgado no meio científico, chamado “Pirâmide de Maslow” onde estabelece prioridades escalonadas para que o homem atinja sua satisfação pessoal. Segundo este, o homem buscaria, hierarquicamente, suprir suas necessidades “fisiológicas”, “de segurança”, “sociais”, “auto estima” e, por fim, “auto realização”. No âmbito especifico desta ciência, me agrada o conceito.

    Mas… nos foi proposto um universo muito maior! O Todo Poderoso nos propõe a vida no Universo da Obra Redentora. Essa Obra Redentora, Universo de Deus, Tempo de Deus ou outro termo que a justifique, Eterna que é, nos faz entender que todas as prioridades acima ditas, embora importantes, ocupa um “pequeno espaço” e um “pequeno tempo” no TODO de Deus. O propósito para esta vida terrena, mesmo que envolto por todas as importantes ciências, não passam de “um conto ligeiro” (Salmo 90:9), de algo que foi criado por Deus para existir por um tempo determinado.

    Jonas entendeu a amplitude que sua escala de prioridades deveria alcançar dizendo “lembrei-me do Senhor” (Jn 2:7) . Orou ao Senhor pela salvação de sua vida, substituindo a escala de valores que antes dera importância – “os que observam as falsas vaidades deixam a misericórdia” (Jn 2:8).

    O Senhor tem dado ambiente propício para que o homem tenha condição de enxergar e viver além do que é terreno. A Igreja do Senhor é o ambiente para ter uma experiência com Deus e ordenar corretamente nossas prioridades. Uma igreja que não é aquela envolta por paredes, com telhado e trabalhadores, mas sim a que é corpo vivo, envolta pelo Espírito Santo, guardada pelo Poder do Sangue de Jesus, alvo da ministração dos anjos, onde o homem é “simples beneficiado” mesmo que a visão ao seu redor lhe mostra grandes provas. Glórias à Deus! Jesus Virá!

    Curtir

  5. Prezado pastor Josué, que benção essa sequência de mensagens sobre Jonas!!!
    Verdadeiramente, estamos indo bem além do que imaginávamos nas revelações sobre o livro.
    Lembrei-me, nessa experiência de oração de Jonas, das experiências que DEUS dava a Moody nas suas orações, pois o livro Heróis da Fé diz que: “O segredo desse êxito foram os cultos de oração que se realizavam diariamente, ao meio-dia, precedidos por uma hora de oração de Moody, escondido no vão debaixo da escada.”
    Foi escondido no ventre do peixe que ele orou e tornou-se o maior evangelista da Bíblia!!!

    Curtir

  6. Assim como nosso irmão Jonas tbm tivemos o privilégio de escaparmos da morte, quando o Senhor Jesus nos apresentou a salvação, mas cabe a cada um de nós sermos obedientes as orientações do Senhor Jesus para permanecermos Vivos … na oração no corpo Vivo de Cristo que é a igreja é que vamos alcançar a Vitória da vida Eterna… e reconhecendo a cada dia que precisamos nos humilhar diante do Pai para que Ele tenha misericórdia de nós tão falhos ..na oração na obediência o Senhor Jesus vai nos conceder a bênção da Vitória ..MARAVILHOSO ENSINO DA PARTE DO SENHOR LIVRO DE JONAS ..VIVA O REI JESUS…

    Curtir

E você, o que poderia acrescentar sobre este assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s