Convém que Ele cresça e eu diminua

Quando Davi, no seu salmo mais conhecido, diz que seu cálice transbordava depois que sua cabeça era ungida com óleo, minha mente associou a pequena taça com o coração, que biblicamente é considerado o ponto chave do ser humano.

Davi, um servo de Deus maduro, certamente passou por momentos iniciais em seu relacionamento com Deus em que seu coração era um grande vaso, havia ali um grande vazio e tudo que o Senhor lançava ali, ficava só para ele. Mas assim como aconteceu com João Batista – cuja máxima dá nome a esta postagem – Davi foi se diminuindo, mesmo quando Deus o engrandecia, fazendo dele o rei de Israel.

Talvez esteja aí mesmo o segredo do crescimento de Davi: Já rei dizia que era pobre e necessitado e que dependia do cuidado de Deus.

Ao se fazer pequeno, o servo de Deus é rapidamente cheio e até mesmo as pequenas doses do cuidado e do amor de Deus enchem logo o seu coração. Daí pra transbordar aos amigos, familiares, colegas e leitores é um instante…

…porque a boca fala do que está cheio o coração.