A Fé abraça as promessas

Abraçando pela fé as promessasApós nos dar a mais exata definição de fé que existe e descrever alguns atos realizados por nossos antepassados através dela, o capítulo 11 de Hebreus nos diz no verso 13:
Todos estes… vendo-as (as promessas) de longe, e crendo nelas, e abraçando-as, confessaram que eram peregrinos e estrangeiros na terra.
Quando o Senhor Jesus fendeu o véu do templo, nos abriu a chance de acessar o que há escondido, distante de nós, na Eternidade. Isaías nos diz no capítulo 33 de seu livro que os olhos dos servos de Deus “verão o Rei na sua formosura e verão a terra que está longe.

Assim entendemos que, num determinado momento da vida do homem eleito por Deus, momento que conhecemos por CHAMADO, nossos olhos vislumbram aquilo de que o escritor aos Hebreus chama de “promessas”, isto é, aquilo que este mundo não tem, mas que Deus preparou para nós: Paz (não como o mundo a dá), perdão de pecados, alegria (que ninguém vo-la tirará), vida (eterna). Tudo isso pertence a um contexto diferente do nosso e que só pode ser alcançado PELA FÉ. Quando Paulo fala aos efésios que somos salvos POR MEIO DA FÉ, mostra a fé como um instrumento, uma ferramenta que produz algo impossível à nossa razão. Lembre-se: “pela fé entendemos que os mundos, pela Palavra de Deus foram criados…” (Hebreus 11:3b). A razão não consegue nos explicar a Criação, mas a fé, sim!

Então, lemos que após ver as promessas de longe, creram nelas e puderam abraçá-las. Pense bem: como abraçar algo que está longe? Assim concluímos que a fé traz até bem perto de nós, as coisas da eternidade de Deus. Como aconteceu com Simeão, que creu na promessa do Salvador e perseverou crendo até que a viu cumprida em Jesus e, abraçando o menino, disse: Despede em paz o teu servo.

Assim, amigo, a fé – e somente ela – é capaz de trazer até nós o cumprimento das boas palavras de Deus a nosso respeito: A salvação de familiares, a cura de enfermidades, as diversas provisões de que necessitamos, tudo isso está entesourado para nós lá, na distante cidade celestial. Veja as promessas pela fé e em breve estará abraçando seu cumprimento, conforme a promessa que Eliseu fez à sunamita: “…abraçarás um filho.”

Abraço.