Sugestão de mensagem – Colegas de Trabalho – 2011

Esta mensagem foi sugerida pelo Marlon, de Cataguases/MG:

Sugestão de Mensagem para o culto especial
Mês de evangelização de colegas de trabalho

Texto: Evangelho Segundo João Cap. 02 – As bodas de Caná

Introdução
O texto nos fala do momento importante na vida de um casal.
Como era um momento de grande alegria, resolveram compartilhar com outras pessoas e convidaram a muitos.

Desenvolvimento
Alguns vieram por vínculo de amizade.
Alguns vieram por vínculo familiar.
Alguns vieram por vínculo profissional.

Entre estes últimos estavam os serventes. E foram justamente estes que, num dado momento da festa, presenciaram algo impressionante: um milagre.

A vida dos crentes, servos do Senhor, também é de grandes alegrias, que gostamos de compartilhar com parentes, amigos e colegas de profissão. Mas, certamente, há momentos de tensão e expectativa, momentos em que a alegria falta e a festa parece que vai terminar em decepção e vergonha. Possivelmente aqueles serventes já haviam visto isso acontecer em outras ocasiões.

O que eles nunca tinham visto é como a presença de Jesus faz TODA a diferença na nossa festa.

Conclusão
Você, hoje, é nosso convidado. Por vínculo profissional passou a ter contato com um ou mais servos do Senhor. Talvez, inclusive, tenha presenciado momentos difíceis na vida destes irmãos nossos. Nós gostaríamos que você também fosse participante dos nossos momentos de alegria, os nossos cultos, por isso lhe convidamos.

Porém o mais notável nesta festa não são nossas vestes – talvez diferentes dos uniformes que usamos cotidianamente – ou mesmo o ambiente, a casa em que nos reunimos. O mais notável aqui é a presença – e o SOCORRO – do Senhor Jesus.

Quando já não havia mais esperança e a nossa festa parecia acabar precocemente, Ele interferiu na nossa história e trouxe paz e segurança.

O conselho que aqueles homens receberam vale também para você, hoje: “Fazei tudo quanto Ele vos disser.”

Maranata

A T U A L I Z A Ç Ã O

Os irmãos devem atentar para a sugestão de mensagem feita na transmissão via satélite na manhã de hoje, 31.07.2011, no evangelho de João, cap. 17:8 e 9.

O poço é fundo…

O Poço é FundoPossivelmente a mulher samaritana saiu de casa naquela tarde fazendo as contas de como utilizaria a água que ia buscar no poço de Jacó. “Um pouco para lavar roupas, um pouco para fazer a sopa da noite, um pouco para banhar o nenê, um pouquinho ainda para meu chá…”, pode ter ela pensado consigo.
Às vezes fazemos isso quando vamos ao poço cavado pelos antigos – a igreja. Vamos com a cabeça cheia das preocupações de casa. “Preciso resolver isso, aquilo, aquilo outro…”.
Tanto que ela custou a entrar em sintonia com o Salvador quanto à natureza da água que Ele lhe oferecia. Ele falava de fontes superiores e ela de fontes inferiores.

Para ajudá-la no que é material, Jesus não parecia bem preparado: “Tu não tens com que a tirar”, disse ela.

De fato, quando Jesus decidiu nos dar água viva, não usou qualquer ferramenta. Não foi com balde, corda, manivela… Não enviou um anjo ou um profeta.
ELE MESMO DESCEU AO POÇO FUNDO, À COVA.

Descer à cova não é algo que surpreenda ninguém. Quando Daniel desceu à cova dos leões, não foi novidade para as pessoas. Quando ele SUBIU da cova, aí sim, causou espanto em todos – prefigurando o que havia de acontecer ao Senhor Jesus, que venceu a morte nos trazendo a água que salta para a vida eterna.

Depois que entendeu melhor as palavras do Senhor, a mulher deixou ali o cântaro e foi anunciar as Suas palavras. Deixemos nós também nossas preocupações diante do Bom Salvador e, com confiança, ousemos dizer: O Senhor é o meu ajudador!

 “Onde pois tens a água viva?” Tsc, tsc, tsc… o homem natural não entende nada de água viva…