Prefiro João…

Quando o filho de Zacarias e Izabel nasceu, a família quis dar a ele o nome de seu pai, conforme a tradição. Porém aquele casal sabia que aquela criança era fruto de uma profunda experiência com o Senhor e Ele tinha um plano para o menino.
Izabel se lembrou do que Deus havia falado e disse: o seu nome será João.
Inconformados, os amigos e parentes foram ao pai e este, que estava temporariamente mudo, respondeu por escrito: “Seu nome é João”. Imediatamente sua língua se soltou e louvava ao Senhor.
O que vemos aqui é um casal que temeu ao Senhor e valorizou o plano de Deus para a vida de seu filho. A revelação prevaleceu sobre a tradição.

Às vezes precisamos enfrentar oposição de amigos e parentes para que o plano do Senhor se cumpra em nós e em nossos filhos. Em certas ocasiões temos que contrariar até mesmo nossos gostos pessoais: Não seria motivo de orgulho para aquele sacerdote se seu menino se chamasse Zacarias Junior? Mas ele colocou o projeto de Deus em primeiro lugar.

Me desculpe, Zacarias (em Hebraico: “Deus lembrou”), mas eu ainda prefiro “João” (que significa “Deus é bondoso”).