Senhor, solta aqui o meu pé…

Os meus olhos estão continuamente no Senhor, pois Ele tirará os meus pés da rede.                                                                  Salmo 25:15

Um caçador que usa armadilhas precisa observar as práticas cotidianas de sua presa. O lugar onde se alimenta (e de que alimento gosta…), onde bebe água, etc. É naquele caminho que ele instala seu laço.

Quando usa a rede, ele se vale da própria força de sua vítima, que quanto mais se debate, mais presa à malha ela fica. Se não houver ajuda de alguém de fora da rede, não escapará.

Ao usar essa figura, Davi fala de uma realidade nossa. Mesmo andando pelo caminho reto, podemos ser surpreendidos por uma rede, camuflada ali para se aproveitar de nossa simplicidade.

Mas o profeta-poeta-rei nos conta como fazia para escapar: Ele olhava para o Senhor.  Não de vez em quando, ou nos domingos à noite. Continuamente, ele dizia.

Esta, meu caro leitor, é a segurança dos servos do Senhor. Podemos ser surpreendidos em algum momento difícil de nossa caminhada, mas estaremos seguros se estivermos olhando somente para o nosso Salvador.

Ele tirará os seus pés da rede. Confie no Senhor, pois Ele é digno de confiança.