Antiga cena doméstica

Entram correndo os três meninos, com aquela urgência infantil, como se o mundo fosse acabar: – Mãe, mãe! – diz o mais velho, sob a concordância dos demais – deixa a gente “irmos” lá na caixa daquele moço, deixa??

A mãe, enquanto arruma a roupa do menorzinho, que tava soltando uma faixa, pergunta, sem muito interesse: – Que caixa de que moço?

– Aquela caixa, mãe, prá onde os bichos tão indo, mãe, deixa?

– É – completa o segundo, com ares de vice – vai ser muuuito legal, tem “neão”, “enefante”…

A mãe corta com uma observação, feita com um ar meio nostálgico: – É, eu vi alguns bichos passarem mesmo. Passou até um casal de ursos polares (nunca tinha visto urso polar nestas bandas…) tão carinhosos um com o outro que até me lembrei de quando conheci o pai de vocês…

– Deixa, mãe, você deixa?

– Não, não, isso não me parece bom… dizem que a família daquele tal Noé é toda de gente doida. Não me parece seguro vocês irem lá, não. E ainda tem um monte de bichos perigosos, lá, não, não, não…

– Mas mãe!…

– Lugar seguro é aqui, perto da mamãe…

E fechando as janelas, comenta:

– Que sair nada. Vai que chove

Um comentário sobre “Antiga cena doméstica

Deixe uma resposta para Edson Vidal Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s